Buscar
  • Lap2d

Mesas Redondas do II Workshop sobre Ação Pública para o Desenvolvimento Democrático

Começa nesta quinta-feira (07) o II Workshop do Laboratório de Pesquisas sobre Ação Pública para o Desenvolvimento Democrático (LAP2D). A partir das 8h30, durante o Credenciamento, o Laboratório servirá um café-da-manhã de boas-vindas aos participantes!


As inscrições são gratuitas e estarão disponíveis no local.


A Mesa 1 "Das articulações às controvérsias: dinâmicas socioestatais no século XXI", acontecerá no dia 07, das 9h30 às 11h30, no Auditório Verde da Face UnB. A Mesa propõe discorrer sobre processos de desenvolvimento democrático no Brasil contemporâneo, considerando intensificações e recuos dos últimos anos. Serão compreendidos alcances e limites das interfaces socioestatais formais, bem como o retorno a repertórios de contestação da legitimidade do Estado. Serão observados no diálogo os sentidos e práticas de ações coletivas, desde aqueles locais, até os que alçam difusão e ascensão federativa e transnacional. Propõe-se também reconhecer estratégias sociais de resistência que seguem influenciando dinâmicas tecnopolíticas governamentais, mesmo em contexto de crise institucional.


Participarão conosco:

Profa. Dra. Fernanda Natasha Bravo Cruz (UnB)

Professora adjunta do Departamento de Gestão de Políticas Públicas e do PPG em Educação - Modalidade Profissional, da UnB. Colíder do LAP2D. Seus estudos são interdisciplinares em ciências humanas e ciências sociais aplicadas, considerando análise da ação pública, participação política, gestão transversal, redes de políticas públicas, fóruns híbridos, instrumentos de ação pública, desenvolvimento e cooperação transnacional.

Profa. Dra. Lindijane de Souza Bento Almeida (UFRN)

Professora associada do Departamento de Políticas Públicas da UFRN. Atua principalmente nos temas estado, democracia, participação, gestão pública, políticas públicas e cidadania. É presidenta da Associação Nacional de Ensino e Pesquisa do Campo de Públicas (ANEPCP - 2017-2019), pesquisadora do INCT- Observatório das Metrópoles Núcleo Natal e líder do Grupo de Pesquisa Estado e Políticas Públicas da UFRN.

Prof. Dr. Edgilson Tavares de Araújo (UFBA)

Professor adjunto da Escola de Administração da UFBA. Diretor de Extensão da ANEPCP (2017-2019), e Coordenador Estadual de Assistência Social da Federação das APAEs da Bahia, desde 2018. Membro da Rede de Pesquisadores de Gestão Social (RGS). Atua principalmente com gestão pública; análise e avaliação de políticas públicas; políticas de cuidados; pessoas com deficiência; população em situação de rua; assistência social; políticas sobre drogas; gestão social; relações Estado-Sociedade; formação de gestores.

Profa. Dra. Daniela Garrossini (UnB)

Professora adjunta do Departamento de Design (IA/UnB). Pesquisadora - representante do Brasil da Rede "Tecnopolítica: Redes, Poder e Ação Coletiva". Atua na área de Comunicação, com ênfase em Cidadania Digital, principalmente nos seguintes temas: e-democracia, design de interfaces, tecnologias da informação e comunicação, ciberativismo, tecnopolítica, entre outros. Coordenadora do PPG Design e do Núcleo de Multimídia e Internet da UnB.


A Mesa 2, "O lugar do território: Ação Pública para o Desenvolvimento Democrático" será também no Auditório Verde da FACE UnB, no dia 07, das 14h às 16h. A Mesa 2 do "II Workshop sobre Ação Pública para o desenvolvimento Democrático" discutirá lógicas e dinâmicas que avancem na compreensão dos potenciais de ação pública, observando o âmbito territorial como gerador e estruturador destas experiências. O território é compreendido enquanto lugar de práticas coletivas, onde se articulam os problemas públicos e emergem formas próprias de mobilização e organização dos atores sociais, o que permite colocar em análise desafios específicos para o fortalecimento de ações coletivas originadas territorialmente e para a sua inter-relação com o Estado. Neste sentido é necessário considerar a diversidade de interesses, os conflitos em disputa, a relação concreta dos habitantes com o espaço e com as políticas públicas. Busca-se assim, avançar na discussão da perspectiva territorial compreendida como portadora tanto de uma dimensão física, como simbólica e em constante transformação.


São membros da Mesa 2:

Profa. Dra. Zilma Borges de Souza (FGV-SP)

Professora no curso de Administração Pública da FGV-SP. Pesquisadora vinculada ao Centro de Estudos em Administração Pública e Governo/CEAPG-FGV, ao Grupo Espacios Deliberativos y Gobernanza Pública - GEGOP/CLACSO, ao GGH-Terres Groupe de Géographie et des Histoires des Territoires, de l'Environnement, des Resources et des Société - EHESS/Paris e ao LAP2D. Membro do Conselho Consultivo da ANEPCP. Tem pesquisas orientadas para Ação Coletiva e Ação Pública, Inovação Social, Dinâmicas Territoriais Urbanas e Rurais, Segurança Alimentar, Agricultura Familiar e Urbana.

Prof. Dr. Harley Silva (UFPA)

Professor da Faculdade de Economia da UFPA. Pesquisador visitante no Tropical Conservation and Development, na University of Florida (Nov/2014 - Ago/2015). Atua como profissional, docente e pesquisa nas áreas de economia urbana e regional, planejamento urbano metropolitano, desenvolvimento socioeconômico na Amazônia brasileira, planejamento e desenvolvimento urbano-ambiental, organização do espaço e meio-ambiente.


Prof. Dr. Peter Kevin Spink (FGV – SP)

Pesquisador Sênior do Centro de Estudos em Administração Pública e Governo (CEAPG) e coordenador de seu programa de vulnerabilidade. Foi professor Titular da EAESP/FGV e professor associado da PUC SP. Foi pesquisador visitante na Universidade de Cambridge, e professor visitante na Universidade de Texas-Austin, na Universidade Autônoma de Barcelona, e Universidade da Republica, Uruguay. Exerceu a Coordenação da Área de Administração na FAPESP e no CNPq e a Presidência da ANPAD, além da Diretoria Acadêmica da EAESP-FGV. Tem pesquisas orientadas para questões de vulnerabilidade social, material e institucional em âmbito municipal com especial atenção às micro vulnerabilidades do cotidiano. Publica nas áreas de administração e ação pública, inovação local, análise crítica das linguagens públicas, cidadania e processos sociais.


Profa. Dra. Ana Paula Vidal Bastos (UnB)

Professora Associada do Departamento de Gestão de Políticas Públicas (FACE/UnB). Pesquisadora visitante dos Institutos de Economia das Universidade Federal do Rio de Janeiro (2002) e Universidade de Campinas (2013), e do Instituto de Geografia da Universidade de Colônia, Alemanha (2018). Coordenou o Programa de Pós-Graduação em Desenvolvimento Sustentável do Trópico Úmido da Universidade Federal do Pará (UFPA) e foi vice-diretora do Núcleo de Altos Estudos Amazônicos (UFPA). Tem experiência na área de economia e desenvolvimento com ênfase em Estudos Regionais e Urbanos.


A terceira mesa acontecerá no dia 08 de novembro, das 8h30 às 10h40, desta vez no Auditório Azul da FACE/UnB. A Mesa "Avaliação de políticas públicas: olhares transversais" considera que para que a tarefa de avaliar políticas públicas seja exitosa, além de nos dedicarmos a encontrar métodos e ferramentas de análises cada vez mais adequados e elaborados, faz-se necessário refletir o sentido das avaliações como algo que, ademais de um sentido técnico, tem sentido político muito mais complexo e exigente: um sentido democrático, de potencialidade em termos de construção de cidadania. E a construção da cidadania, em tempos atuais, e em sociedades cada vez mais fragmentadas e complexas, têm exigido ferramentas cada vez mais refinadas de maneira a enfrentar suas demandas e necessidades (Brugué, 2008), marcadas pelo “reconhecimento da diferença” (Fraser, 2006). Assim que, o que se propõe a discutir nesta mesa são as questões amplas e transversais que se relacionam ao debate teórico-metodológico da construção de avaliações de políticas públicas que expandem a sua compreensão trazendo em pauta debates acerca, por exemplo, de questões identitárias e de reconhecimento, que perfazem a ampla gama de questões acerca do significado de cidadania e do próprio significado das políticas públicas.


Participarão conosco:


Profa. Dra. Regina Cláudia Laisner (Unesp)

Profesora da UNESP - Franca, no curso de graduação em Relações Internacionais e no mestrado em Direito. Foi pesquisadora visitante do IGOP/UAB. É coordenadora do Núcleo de Estudos em Políticas Públicas (NEPPs) e pesquisadora do LAP2D. Membro da Red de Investigadores y Gestores en Internacionalización de la Educación Superior de América Latina (REDALINT), do Conselho Consultivo do FoMerco e do Conselho Consultivo da ANEPCP. Atua nos temas Teoria Política, Democracia, Participação, Direitos, Políticas Públicas, Desenvolvimento, Atuação Internacional de Cidades e Integração Regional.


Prof. Dr. Joaquim José Soares Neto (UnB)

Professor Titular da UnB, atua no PPG em Desenvolvimento, Sociedade e Cooperação Internacional (PPGDSCI/Ceam/UnB) e no no Pólo do Instituto de Física do Mestrado Nacional Profissional em Ensino de Física, ambos da Universidade de Brasília. Pesquisa Avaliação da Educação Superior e da Educação Básica. Foi Presidente do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (INEP); é Conselheiro da Câmara de Educação Superior do Conselho Nacional de Educação (CNE); e é Presidente da Associação Brasileira de Avaliação Educacional (ABAVE).

Carolina Muñoz-Mendoza (IGOP/UAB)

Pesquisadora em políticas públicas pelo Instituto de Governo e Políticas Públicas da Universidade Autônoma de Barcelona (IGOP/UAB). Atuou em administração, aconselhamento, ensino e pesquisa em países da América Latina e Europa. Realiza pesquisa em políticas sociais, culturais, de saúde pública, de desenvolvimento territorial e institucional, avaliação de políticas públicas e participação cidadã.


Prof. Dr. Breynner Ricardo de Oliveira (UFOP)

Professor Adjunto da Universidade Federal de Ouro Preto, atuante nos PPG em Educação e Economia Aplicada. Tem experiência na área de políticas públicas, com ênfase em implementação, avaliação e monitoramento de políticas sociais e educacionais. Pesquisa avaliação e implementação de políticas educacionais e sociais vinculadas às instituições e organizações no nível local, com foco nos processos decisórios, na percepção dos atores envolvidos, nas estratégias de implementação, nos efeitos institucionais produzidos e na dinâmica de trabalho dos sujeitos a elas vinculados.

Profa. Dra. Rosana de Freitas Boullosa (UFBA/UnB)

Professora Associada lotada no GPP/FACE/UnB, Escola de Administração da UFBA. Pós-doutora (2014-2015) em sociologia pragmática junto ao Centre d’Étude des Mouvements Sociaux (CEMS/IMM), da École des Hautes Études en Sciences Sociales (EHESS). É líder do grupo de pesquisa Processos de Inovação e Aprendizagem em Políticas Públicas e Gestão Social, coordenadora geral do Observatório da Formação em Gestão Social e da Escola Livre em Gestão Social, ambos braços da Rede de Pesquisadores em Gestão Social (RGS). É editora da Revista NAU Social.


A Mesa 4 é sobre "Redes de políticas públicas: conexões de saberes, tecnologias e políticas". Acontecerá no dia 08 de novembro, das 10:50 às 12:50, também no Auditório Azul da Face/UnB. A quarta mesa do "Workshop sobre Ação Pública para o Desenvolvimento Democrático" irá discutir as interações para a realização da ação pública a partir da heterogeneidade de atores que compõem as redes de políticas públicas e as interconexões de saberes e relações que produzem tecnologias e instrumentos que refletem valores, interesses, historicidade e temporalidade de atores estatais e não-estatais. As redes são tomadas não somente como metáforas, mas como modelos de análise das dinâmicas inerentes à ação pública, expressando as diferentes perspectivas referentes à heterogeneidade de atores, suas práticas, significados construídos e contextos locais e de poder associados às dinâmicas da rede.


São componentes desta mesa:

Profa. Dra. Doriana Daroit (UnB)

Professora adjunta da Universidade de Brasília, atuante no Departamento de Administração e no PPG em Desenvolvimento, Sociedade e Cooperação Interrnacional (PPGDSCI/CEAM/UnB). É líder do Laboratório de Pesquisas sobre Ação Pública para o Desenvolvimento Democrático (LAP2D). Foi pesquisadora visitante na Universite Pierre Mendes France (2006). Seus estudos são na área de gestão pública e desenvolvimento, com ênfase em inovação no setor público, instrumentos inovadores de gestão, políticas públicas de ciência, tecnologia e inovação e actor network theory.


Prof. Dr. Frederico Augusto Barbosa da Silva (IPEA)

Pesquisador do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (IPEA) e professor do Mestrado em Direito e Políticas Públicas no Centro Universitário de Brasília (UniCeub) e. Atua no acompanhamento e pesquisa na área de políticas públicas sociais e culturais. Realizou pesquisas avaliativas de programas e políticas culturais, sociologia e economia da cultura, planejamento de programas e ações na área pública, produção de indicadores de acompanhamento da ação pública. Desenvolve trabalhos relacionados às práticas culturais, a sociologia da ação pública, análise de políticas públicas e financiamento cultural.

Prof. Dra. Valdirene Daufemback (PNUD)

Tem experiência na coordenação e assessoria de projetos sociais e na docência no ensino superior. Foi Ouvidora Nacional de Serviços Penais e Diretora de Políticas Penitenciárias do Departamento Penitenciário Nacional vinculado ao Ministério da Justiça; e Perita do Mecanismo Nacional de Prevenção e Combate à Tortura. É Coordenadora do Laboratório de Gestão de Políticas Penais da UnB e do Programa Justiça Presente, uma parceria do CNJ com o PNUD. Possui atuação destacada nos seguintes temas: direitos humanos, política penal, conselhos da comunidade, inclusão social e cidadania.


Profa. Christiana Soares de Freitas (UnB)

Professora Associada do PPG de Comunicação e GPP/FACE da UnB. É pesquisadora do INCT em Democracia Digital, do Latam Digital e do GIGAPP. É líder do grupo de pesquisa Estado, Regulação, Internet e Sociedade (GERIS). Seus temas de pesquisa envolvem análise de redes para participação política, políticas regulatórias sobre o uso das mídias e redes sociais, knowledge commons, avaliação de programas governamentais e políticas públicas, inovação tecnológica, governança digital, capital tecnológico-informacional, tecnologias da informação e comunicação, software livre e software público, serviços públicos digitais, democratização do conhecimento e democracia digital.


Participe conosco!!!





38 visualizações